Você está Aqui: Início

Kart – Vini Ferro é um dos três melhores do Brasil

E-mail Imprimir PDF

( 8 Votos )

Kartista paulista ficou com a terceira colocação final da classe Junior Menor no Campeonato Brasileiro de Kart

A última semana foi recheada de velocidade e emoções na cidade mineira de Vespasiano, já que entre os dias 13 e 18 de novembro foi disputado o Grupo II do 58º Campeonato Brasileiro de Kart, certame principal da modalidade no Brasil e que reuniu 495 pilotos em seus grids nesta época. O palco das disputas do Grupo II foi o belo e extremamente técnico circuito do Kartódromo RBC Racing, que apresentou ao mundo da velocidade os noveis Campeões Brasileiros de Kart.

Nesta fase foram conhecidos os campeões de treze classes distintas, bem como ficaram conhecidos do publico e da mídia especializada vários desportistas que se destacaram nas disputas por suas técnicas e desempenho excepcional, mas que, todavia, não lograram êxito em conquistar o titulo máximo em suas classes em razão de pequenos detalhes, de infortúnios, que de forma alguma ofuscaram o brilho de suas apresentações.

Assim é que na categoria Junior Menor o titulo de campeão ficou, merecidamente, com o carioca Raphael Gebara, mas se impõe também destacar a atuação do kartista paulista Vini Ferro (Benefício Certo/ Benefício Digital/ Contabilidade Filadélfia/ FriendsFoods Congelados/ Kartódromo de Atibaia/ Lazy Kart), que ficou com a terceira colocação final do campeonato após largar da última posição do grid na Pré-Final e ressurgir das cinzas como uma Fênix veloz e avassaladora.

Vini Ferro esteve sempre entre os mais velozes nos treinos livres oficiais no RBC Racing, porém na tomada de tempos qualificatória, que definiu a ordem de largada nas duas baterias classificatórias, o TonyKart #86 da VR Racing teve problemas de “set-up” e acabou não rendendo bem, o que determinou o posicionamento na P11 da grelha de partida em ambas provas. Na primeira bateria, Vini largou bem e foi conquistando posições, mas um problema mecânico determinou seu abandono daquela disputa. “Na tomada, fizemos um 11° após o kart dar uma amarrada na saída de  curva, causando uma arrancada ruim. Na primeira classificatória, pulei para 6° na decima volta , e quando estava chegando no quinto colocado senti que estava faltando no motor. quando eu freei na primeira curva (13ª volta) eu afoguei o motor, mas já era tarde demais, e o motor travou”, contou o jovem kartista, de apenas 12 anos de idade.

Ferro passou a depender de um grande desempenho na segunda bateria, para ter chance de largar em alguma posição mediana na Pré-Final – cuja grelha era definida pela soma dos resultados nas duas classificatórias. “Largamos na mesma posição para a segunda classificatória, e eu pulei para sexto,  de novo, mas o Caio Zorzetto me passou na primeira curva do circuito e eu tentei dar o rebote na terceira curva. Na saída da curva, a gente saiu lado a lado e ninguém quis tirar o pé e, por isso,  teve um toque  e os dois rodaram. Não me abalei com esses incidentes , fui com confiança, mas larguei de ultimo (22°) na Pré Final”, detalhou Vini Ferro.

A bateria Pré-Final, a segunda mais importante do campeonato,  voltou a acontecer sob forte Sol que determinou mais um dia de calor escaldante em Vespasiano. Como sempre, Ferro largou bem e agressivamente tratou de impor um forte ritmo à sua prova. À cada nova volta o registro de volta mais rápida e várias ultrapassagens. Foram dezoito voltas de corrida e 17 fantásticas ultrapassagens. De P22, Vini Ferro recebeu a bandeira a quadros na quinta colocação, já na bota do quarto colocado. Um verdadeiro show de pilotagem, que catalisou a atenção do público presente. “Na Pré-Final,  já na largada pulei para 15° e na segunda volta eu já estava no meio do grid. fui passando alguns, tendo disputas com outros, e cheguei em 5°, posição que garanti no grid da Final. Eu estava de novo na briga pelo título”, contou o kartista paulista, com a serenidade de quem não havia feito nada de espetacular.

E chegou o sábado, dia da corrida Final, definidora dos destinos da temporada, prova que cristalizaria em seu vencedor o novo campeão da Junior Menor. Vini Ferro estava confiante, com seu veloz “agente” #86 revisado e “azeitado” pelos “guys” da VR Racing. Os bólidos partiram para a volta de aquecimento e alinhamento e “green light”, autorizada a largada, com todo mundo com a faca entre os dentes. “Na final, largamos novamente muito bem, e fomos para 3° na primeira volta, e dei um passadão no Alejo, kart 87, com direito a switchback de entrada. Na metade da corrida, eu comecei a chegar no Raphael Gebara, líder da prova, mas ele, piloto muito bom e experiente, com um equipamento bom,  conseguiu me responder e abrir vantagem novamente”, detalhou o representante da Benefício Digital, Contabilidade Filadélfia, FriendsFoods Congelados, Kartódromo de Atibaia e Lazy Kart.

Com nítida perda de rendimento, Vini tentou ainda manter a P2, para garantir o vice-campeonato. “Meu kart perdeu rendimento de intermediária e o João Bonadimann acabou me ultrapassando, abrindo 0.3 de mim, pelo vice-campeonato. Fiquei em 3°, com o Raphael campeão e o João vice. Fiquei com o terceiro lugar e subi na caminhonete da CBA para a “Volta da Vitória” do trio de campeões. Ano que vem, claro, o titulo é meu”, finalizou sorridente o “dono” do Kartódromo de Atibaia.

 

Corrida Final da Junior Menor:

1) 008-RAPHAEL GEBARA / FAERJ (PJMK), 16:42,645
2) 007-JOÃO PAULO BONADIMAN / FAEES (PJMK), a 3,302
3) 086-VINICIUS FERRO / FASP (PJMK), a 3,708
4) 087-ALEJO CARACOCHE / FAERJ (PJMK), a 4,504
5) 010-GUSTAVO BONK / FAUESC (PJMK), a 5,093
6) 006-GUILHERME MOLEIRO / FPRA (PJMK), a 10,275
7) 105-LUIZ FELIPE QUEIROZ / FADF (PJMK), a 10,953
8) 021-NICOLAS GUTH / FAUESC (PJMK), a 13,235
9) 046-BERNARDO TAMBASCO / FMA (PJMK), a 16,029
10) 025-ELI PERES STEINBRUCH / FASP (PJMK), a 17,967
11) 091-MIGUEL GAZZINEO / FASP (PJMK), a 18,592
12) 042-LUIZ GOMES / FAUESC (PJMK), a 20,012
13) 307-ANTONIO LIMA / FAEES (PJMK), a 21,814
14) 106-SAMUEL SANTIAGO / FASP (PJMK), a 22,306
15) 081-LEONARDO RAMIRES / FASP (PJMK), a 24,169
16) 044-CACA NETO / FASP (PJMK), a 28,011
17) 028-ENZO DONATO MACEDO / FADF (PJMK), a 30,544
18) 125-MIGUEL DA SILVA / FASP (PJMK), a 30,996
19) 030-JOÃO PEDRO PEREIRA / FAUESC (PJMK), a 1 volta
20) 077-CAIO ZORZETTO / FAUESC (PJMK), a 2 voltas
21) 146-VALENTINO RICCIARDI / FASP (PJMK), a 6 voltas
22) 422-DANIEL REBOUÇAS / FPARN (PJMK), a 16 voltas
Melhor volta: RAPHAEL GEBARA / FAERJ (008), 54,989 (média 78,561 km/h), 14ª volta

 

 

 

 

 

 

 

 

Última atualização ( Sex, 24 de Novembro de 2023 16:26 )  

Adicionar comentário

Todos os Comentários enviados estão sujeitos a aprovação pelos administradores do site Planet Kart para a sua publicação.
O Planet Kart reserva-se ao direito de modificar ou excluir quaisquer trechos que eventualmente possam ferir a ética e os bons costumes , assim como denegrir a imagem de terceiros.
Os comentários publicados não necessariamente refletem os ideais do Planet Kart , e são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores.
Para ter seu AVATAR exibido , inscreva-se no serviço www.gravatar.com (é gratuito)


Código de segurança
Atualizar